BLOG

Entrevista Convidados – Midas Team Daniel Almeida

5 de outubro de 2018 | Poker news

Daniel Almeida, mais conhecido como Dan, é sócio e instrutor do Midas Team desde 2013 e acumula mais de 1 milhão de dólares em premiações nos sites de poker online. Além disso, Dan é instrutor do maior site de ensino de Poker do Brasil, o Sensei Poker.

Dan conquistou o Torneio Mixed Max do Caesars Palace de Las Vegas em 2013, foi Mesa Finalista do BSOP Millions 2017 e foi líder do Ranking Mundial do Pokerstars – hoje inexistente – em abril de 2014.

Atualmente, Daniel também é o técnico da Seleção Paranaense de Poker e foi Campeão Brasileiro de Poker por equipes em 2018.

Quando e como você começou a jogar Poker?

Comecei a jogar Poker em 2007 quando ainda cursava a universidade. Comecei jogando home game com os amigos e os sngs que rolavam no bar em frente a faculdade.

O que te inspirou a ser um profissional deste jogo?

Acho que a maior inspiração sempre é o desafio e a competitividade que o jogo tem.

Sempre soube que levaria isso a sério?

Não. As coisas foram acontecendo aos poucos. Quando comecei a estudar e a me dedicar mais eu tinha outra profissão e conforme ia melhorando tecnicamente no Poker fui fazendo a migração gradativa.

Muita gente joga Poker como um hobbie, por diversão. Nas horas “vagas”, o que você faz para se divertir?

Gosto muito de assistir filmes, seriados e documentários. Ocupo meu tempo livre assistindo alguma coisa ou lendo algum livro que me agrade.

Na correria dos jogos, dá tempo de comer bem? Qual o seu prato preferido?

Bom, acho que isso é meio diferente do live pro online. Nos torneios live é muito complicado você comer bem porque os breaks são curtos e nos intervalos de jantar normalmente os restaurantes ao redor estão lotados e não há tempo hábil para pedir um prato e comer decentemente. Outro ponto relevante é o quanto a alimentação influencia na qualidade do nosso jogo nas horas pós break. Boa parte das vezes em que faço grandes refeições eu acabo notando uma enorme diferença no meu desempenho nas horas seguintes. Hoje já aprendi a corrigir isso e evito as refeições nos breaks de torneio, acabo me alimentando de barras de proteína ou alguma fruta e deixo pra comer apenas após o final do dia de torneio.

Quanto ao online eu acho importante pros jogadores de MTT (principalmente os que moram sozinho) organizarem as refeições do dia antes de começar a jogar. No pouco tempo de break não dá tempo de preparar uma boa refeição então deixar tudo meio pronto é importante. Outra coisa que segue válido é evitar grandes refeições e comer porções pequenas para não afetar o desempenho nas próximas horas.

Prato preferido é um assunto complicado. Gosto muito de pizza, lasanha, strogonoff, hambúrguer.

Como você se prepara físico e mentalmente para um torneio live ou uma maratona de torneios online?

Acredito que uma atividade aeróbica leve nos dias de jogo é muito importante. Eu tenho o hábito de correr de 2 a 3kms todos os dias que jogo, tanto online quanto live. Outro ponto importante da preparação é a parte mental. Primeiramente o jogador tem que estar bem mentalmente, desconectado dos problemas da vida real, relacionamentos, problemas financeiros e afins. Outro ponto que ajuda é a meditação. Aplicativos como o Primed Mind ou até os áudios de meditação guiada do YouTube são interessantes.
Recomendo que todos tenham uma rotina bem definida e sigam ela fielmente. Acho que esse é o meu principal “preparo” para um torneio ou maratona de torneios.

Você tem alguma mania ou ritual quando está jogando?

Tenho o hábito de tomar muita água durante o grind. Outra coisa que ajuda bastante, principalmente em dias que você crê que não está jogando seu A game, é tentar verbalizar todas as decisões. Você está jogando sozinho no quarto mas finge que está transmitindo ou fazendo streaming e explica – em voz alta – todas as decisões que vai tomar, como se tivesse alguém te assistindo. Creio que isso me ajude bastante a tomar boas decisões e não entrar no modo piloto automático.

Você acredita que ainda haverá mais algum “Boom” no Poker? O que espera do cenário do Poker nacional daqui pra frente?

Acho complicado. Creio que com a enorme divulgação, boa parte das pessoas que deveriam “descobrir” o Poker já o fizeram. Alguns permaneceram e outros abandonaram. É difícil esperar que haverá outro grande “boom” , mas nunca é impossível. Quem sabe se o Poker chegasse na grande mídia, transmissões frequentes em canais abertos e afins algo possa acontecer. Quanto ao Poker nacional acredito que bons passos foram dados e ainda estão sendo dados. Veja que quando comecei era inimaginável que teríamos grandes torneios como o BSOP e o WSOP por aqui. Hoje isso é uma realidade e se deve muito ao trabalho das pessoas que lutaram para que isso acontecesse. Quanto a parte técnica, o Brasil é um celeiro de grandes jogadores e isso se intensifica com o bom trabalho que alguns times de Poker fazem. Acredito que o país se consolidará cada vez mais como uma das potências do Poker no mundo.

Quais são seus próximos passos dentro do Poker?
Difícil dizer. Meu maior objetivo sempre foi ser o melhor jogador que eu pudesse ser. Tento estudar e me dedicar o máximo possível para continuar sendo competitivo e disputar as maiores séries de torneios que possam ser disputadas. Pretendo continuar jogando online e rodando o circuito live por quanto tempo eu for competitivo e tiver prazer no que faço.

Jogo Rápido

– Ídolo dentro do Poker: São muitos, díficil falar. Acho que Mathew Janda e Apestyles são os mais inspiradores.
– Ídolo fora do Poker: Guga e Ayrton Senna
– Comida preferida: Hambúrguer
– Banda preferida: Bad Religion
– Filme favorito: Mr. Nobody
– Série favorita : Californication

Veja algumas notícias sobre o mundo do poker.
18 de outubro de 2019
Move Up no Poker by Ramonkrop
2 de setembro de 2019
Preparação para o WCOOP